Cover Records - The Freddie Mercury Tribute Concert


Dia 24 deste mês fez 30 anos sem Freddie Mercury, uma das figuras mais icônicas da música mundial.

Minha história com o Queen começou bem cedo, minha mãe ia trabalhar e eu ficava com meus tios mais novos, na casa da minha avó, que ouviam Queen, Pink Floyd, Supertramp e muita MPB entre outras coisas. Cresci cantando e imitando o público em Love of my Life, sabia cada nuance do público e da banda na versão ao vivo de 1981. Então, a banda me marcou por isso, até hoje lembro e talvez eu só tivesse uns 6 anos. O que a música faz na nossa vida!

Em 1991, Freddie se foi, nesta época havia um grande estigma das pessoas que morriam de AIDS, ainda era uma doença sem qualquer tipo de tratamento e claro que, depois da declaração de que Mercury estava com a doença e no outro dia ele faleceu, as coisas ficaram mais tristes. Era uma doença que levava muita gente jovem, principalmente, de forma rápida e sofrida.

No ano seguinte, em 20 de abril, os três músicos remanescentes da banda promoveram um tributo ao Freddie, além de homenageá-lo por sua contribuição musical, para alertar sobre a doença, foi, na verdade, um show beneficente para arrecadar fundos para sociedade de pesquisa e tratamento da doença.

Se não me engano, o show foi exibido depois de gravado na Band, meu tio gravou em VHS (bons tempos! rs) e no domingo que fui até a casa dos meus avós, meu tio estava assistindo. Lembro que com minha ignorância perguntei por que a Lisa Standsfield estava de bobes na cabeça e claro, era uma menção à música I Want to Break Free

O concerto tem quase 4 horas de duração (não tenho ideia se a Band, na época, passou tudo isso). Vendo agora, na internet, há cenas de arquivo misturadas às apresentações, além dos 3 integrantes e outros convidados, sobre a importância da consciência para com a doença; na versão de TV original, há os apresentadores comentando as atrações.

Neste tributo tem muita gente fazendo cover do Queen, além da Lisa Stansdfield (por onde andará?), a lista é bem grande, já que se trata de 4 horas de shows e ainda há vídeos extras e raridades pela internet! Tem até o Spinal Tap tocando (hoje eu entendo a referência) com Lemmy que dizem forma sabotados pelo Guns and Roses. Imagine David Bowie e Annie Lennox em Under Pressure e ainda Roger Daltry, Robert Plant, Elton John, Lisa Minelli e até o italiano Zucchero!

Lisa Stansfield, seus bobes e seu "hoover" (como dizem os britânicos)

Como diz George Michael, ao cantar com Lisa: sem hoover e sem rollers 





Não é cover do Queen, mas ouvir Bowie não tem preço...

A mais marcante - e que foi hit na época - foi a apresentação de George Michael e o Queen:


Se você puder, assista, vale muito a pena pelos astros, músicas, Queen e pelo apoio a uma doença que calou muita vozes.

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não publique Spam. Todos os comentários são revisados pelos administradores.